Basílica Velha de Aparecida completa 130 anos

O primeiro santuário dedicado a Nossa Senhora Aparecida, a Basílica Velha, celebrou 130 anos de história no último domingo (24). A igreja foi inaugurada em 1988 e guarda inúmeros milagres e até um atentado contra a imagem da Padroeira do Brasil. O local foi o terceiro a acolher a imagem da Santa, mas é considerado o primeiro santuário.

Durante os 130 anos, a Basílica Velha recebeu presidentes do Brasil como Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas. O local também recebeu a Princesa Isabel, da qual se tem dois registros históricos da visita. O local de peregrinação já viveu um momento marcante na história da Padroeira, o atentado em que a Santa foi quebrada em mais de 200 pedaços.

Leia também: 
Estátua de cera de Ronaldo Fenômeno é destaque em exposição sobre a Copa do Mundo em Aparecida
Parque Ecológico “Mirante dos Ipês” é inaugurado em Aparecida

Durante a missa, um jovem visivelmente transtornado, avançou em direção à Santa no altar. Saltou a uma altura de dois metros até o cofre de ouro com frente de vidro onde estava a imagem. Na terceira tentativa, a força do “possesso” deixou os vidros em estilhaços e Nossa Senhora foi tirada do altar. A imagem precisou ser restaurada e atualmente é abrigada em um nicho no Santuário Nacional.

Mesmo após a construção do Santuário Nacional, pela necessidade de um novo espaço para receber um maior número de devotos, a Basílica Velha continua sendo um ponto de peregrinação. Restaurada e com as características originais preservadas, o local ainda recebe muitos fiéis durante todo o ano.

Em 1982, quase 100 anos após sua inauguração, a igreja foi tombada como monumento de interesse histórico, religioso e arquitetônico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). A última restauração da Basílica foi concluída em 2015, depois de 11 anos de obra.

Fonte: G1 Vanguarda | Adaptado por Jornalismo

Faça um comentário

Digite e aperte Enter para procurar